As bicicletas dos campeões: a perna é o que conta.

Por Alexandre Dourado e Henrique Ebert

Que bike escolher quando for pegar uma nova? Pergunta que nós triatletas fazemos quase diariamente quando a paixão pela magrela começa a esfriar.

 Gostamos de guiar nossas escolhas de acordo com as dos profissionais. Só que esses caras são fenomenais. Se derem para eles a bicicleta de ferro que está encostada na garagem da casa dos meus pais, ainda vão fazer um estrago.

Também existem diversos guias de compra de bicicleta que trazem muita informação que nos auxilia neste dilema. Mas, saber o que nossos pares usam também é importante.

Todos os anos após o Ironman em Kona, é divulgado o bike count (contagem de bicicletas). Nele mostra a quantidade de bicicletas por marca (além das bicicletas, também contam os outros equipamentos como capacetes, tênis e rodas). É mais uma boa fonte, mas que dá mais uma noção mercadológica do que de parâmetro de performance. Por isso, fizemos um levantamento dos equipamentos que os melhores atletas de cada categoria amadora utilizaram em Kona 2013.

 Ao contrário do que muitos acreditam, as bikes dos tops amadores não estão concentradas em poucas marcas, mas, sim, bem distribuídas entre muitas marcas e modelos. Isso mostra que para ser um campeão mundial amador, não é necessário ter a melhor bicicleta do mercado. As análises foram feitas utilizando os dados das categorias entre 18 e 50 anos, tanto no masculino quanto no feminino.

A marca que mais se destacou foi a Cervélo com 23% (16 top 5 sendo 2 campeões) de todos que subiram no pódio e conquistaram a (tão desejada) cumbuca de barro. Em seguida, vem a Specialized  com 14% (10 top 5 sendo 2 campões). Em terceiro temos a tradicional Trek com 8,6% (6 top 5). As outras marcas representam fatias menores. Vale ressaltar que, de acordo com o bike count divulgado no http://lavamagazine.com/official-2013-kona-bike-count/, essas também foram as marcas mais utilizadas no Lava Field.

Ter a bicicleta mais avançada tecnologicamente não é garantia de melhor desempenho. Mas ajuda! O campeão geral amador, atleta da Africa do Sul da categoria 30/34, usou sua SPECIALIZED SHIV S-WORKS  para fechar os 180km de bike em 04:40:00. Já a campeã geral amadora,  a britânica da categoria 25/29, usou sua KUOTA KUEEN-K para meter 05:04:01 nos 180km.

Atleta sulafricano com sua Specialized SHIV S-WORKS, a mesma que o tri-campeão Craig Alexander utiliza desde 2011.

Atleta sulafricano com sua Specialized SHIV S-WORKS, a mesma que o tri-campeão Craig Alexander utiliza desde 2011.

A britânica e sua Kueen-K - bike utilizada pelo bi-campeão Norman Stadler em 2007 (ano que o alemão teve de abandonar por problemas estomacais).

A britânica e sua Kueen-K – bike utilizada pelo bi-campeão Norman Stadler em 2007 (ano que o alemão teve de abandonar por problemas estomacais).

Além dos campeões, temos que destacar as melhores parciais do ciclismo entre os amadores. Os atletas belgas desceram o martelo. No masculino, o “coroa” da 35/39 cravou 04:29:47 usando a sua SWIFT NEUROGEN (Bike não muito conhecida por aqui). Já no feminino, a atleta da 35/39 pedalou pra 04:49:54 utilizando uma TESCHNER (para falar a verdade, nunca ouvi falar dessa marca).

"Coroa" descendo o martelo

“Coroa” descendo o martelo

TESCHNER - Nunca tinha ouvido falar dessa marca.

TESCHNER – Nunca tinha ouvido falar dessa marca.

Apesar de as Cervélo, Trek e  Specialized serem as mais utilizadas pelos os campeões, a marca da sua bike nunca vai poder ser uma desculpa utilizada para justificar o mal desempenho ou o simples fato de você não atingir o top 5, pois provavelmente, alguém com a bike que você possui conseguiu. Por isso, vá treinar!

Marca Quantidade
CERVELO 16
SPECIALIZED 10
TREK 6
FELT 4
SCOTT 3
ARGON 3
GIANT 2
BLUE 2
QUINTANA ROO 2
CANYON 2
LOOK 2
KUOTA 2
CANNONDALE 2
FOCUS 1
GURU 1
BOARDMAN 1
ORBEA 1
CUBE 1
PLANET X 1
DEVINCI 1
PRINCIPIA 1
CEEPO 1
SWIFT 1
BMC 1
TESCHNER 1
WILLIER 1
IMPOSSÍVEL DE SER IDENTIFICADA 1
70
Anúncios

Brinquedo de menino grande

O que o automobilismo tem em comum com o triatlhon? Bem, muita coisa. Pilotos de diversas modalidades precisam estar muito bem preparados fisicamente para aguentar os desgastes de uma corrida. Além disso, o peso do piloto é um fator muito importante, pois tem impacto na dinâmica do carro. E, nadar, pedalar e correr é utilizado por diversos pilotos para se preparar e se manter em forma para a temporada de Grandes Prêmios.

Tá bem, mas e para os atletas? Os estudos sobre aerodinâmica e o desenvolvimento de materiais compostos vem ajudando os triatletas já há alguns anos. Um exemplo disso é a parceria da McLaren com a Specialized.

Image

Bem, isso tudo foi só para falar sobre as fotos divulgadas pelos sites bikerumor.com e praquempedala.com.br do quadro de Specialized Shiv pintado em homenagem ao tetracampeão de F-1, Sebastião (ops…) Sebastian Vetel, encomendado por  um cliente à Censport Graphics, empresa norte americana que elabora gráficos para capacetes.

Como Vettel tem a mania de trocar o desenho de seu capacete com frequência, a Censport teve como inspiração os losangos da Red Bull. No seat tube tem os anos das 4 conquistas do sucessor de Michael Schumacher. Ficou linda.

 Image

Não foi a primeira vez que a empresa pintou um quadro de bicicleta inspirado no automobilismo. O mesmo cliente já havia encomendado uma outra Shiv inspirada nos Martini Racing da década de 1970, época que conquistou muitas vitórias, como as 24 de Le Mans, com modelos Porsche.

Image

Image

 Quadros de bicicleta com esquema de pintura inspirados no automobilismo não são uma novidade. Os pilotos brasileiros Tony Kanaan e Vitor Meira utilizaram em Kona 2011 suas Trek Speedconcept com os gráficos inspirados nos carros que guiavam na IRL (Fórmula Indy) naquela temporada.

ImageImageImageImage

T1

Um ano, dez dias, trinta e dois pneus furados, uma queda e, graças a Deus, nenhum arranhão desde o último post…

Não, este blog não estava abandonado. Estava latente! 2013 foi um ótimo ano para nós, mas passou! 2014 será um ano de muitos projetos e a equipe do blog está reforçada. Vocês verão!!!!

No mais, reforçamos nossa missão de ser um blog voltado para os triatletas amadores, de apoiar desde os novos praticantes aos que disputam títulos mundiais em suas categorias e, claro, de divulgar o nosso esporte!

Desejamos a todos um Feliz Natal! Image

p.s: foto roubartilhada do facebook do Marcelo Rocha